I HAVE FEELINGS FOR YOU


Memorias
são acções cometidas, perdidas no passado vivido, nessa linha do tempo
que avança sem parar. É a memória essa claridade fictícia das
sobreposições que se anulam. Uma espécie de mapa das interpretações que
se cruzam como cicatrizes de sucessivas feridas em aberto. Os nossos
sentimentos. A intensidade do sentir é intolerável, pela existência
intelectual do ser que vive, actua, grava e memoriza o acto neste
presente não mais presente por ser fugaz e efémero. Do sentir ao sentido
do sentido ao significado este gravado e memorizado passa do agora para
o vivido, do actuado para o jamais esquecido. E é assim que gravamos
toda uma vida. Em um passado que já foi futuro que é vivido no
presente. 
Bem,
isto tudo porque estive a ver fotografias do álbum da minha viagem a
Amesterdão e senti  imensas saudades de lá estar! A falta de andar pelas
ruas de bicicleta, de me envolver de forma mágica com a cidade, andar
pelos canais. Enfim! Tenho de lá voltar o quanto antes! Talvez um dia
ainda vá lá passar uma grande temporada, quem sabe! Deixo-vos com 4
fotografias  que tirei da ultima vez que lá estive, da rua onde o meu
irmão mais velho vive. Aquilo é lindo! Recomendo a todos. Bye, Oli

Memories
are actions committed, lost in the past lived in this timeline that
goes nonstop. It is this clarity fictitious memory that overlaps vanish.
A kind of map of the interpretations that cross as scars of successive
open wounds. Our feelings. The intensity of feeling is intolerable, the
existence of the intellectual being who lives, works, writes and stores
this in the act no longer present because it is fleeting and ephemeral.
Do you feel the sense of direction to the meaning that is recorded and
stored for the now lived, acted for the never forgotten. And that’s how
we recorded a lifetime. In a past that has been future to be lived in
the present.

Well, it was all because of
my album with photos of my trip to Amsterdam and I felt immense longing
to be there! The lack of riding a bicycle through the streets, getting
involved in a magical way with the city, walk along the canals. I have
to go back soon! Maybe one day I go there to spend a great season, who
knows! I leave you with four pictures I took last time that I was there,
and I shoot the street where my older brother lives. Amsterdam is
beautiful! I recommend to everyone. Bye, Oli

Seguir:
Oli de Oliveira

Find me on: Web | Twitter

2 Comments

    • 22 Junho, 2012 / 16:51

      Obrigado Gonçalo 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *