Salut Paris!

Finalmente conhecemo-nos na primeira pessoa! A expetativa era muito alta e o sonho grande. Como partilhei convosco neste post [AQUI], não foi por falta de oportunidades, mas a ilusão que criei em torno da minha primeira vez em Paris foi tão colossal que todas essas oportunidades ficaram em modo espera até que o dia se tornasse no dia em que efetivamente essa ilusão de conhecer e dar-me a conhecer a Paris se tornasse real. A realidade é que tudo foi ainda mais exponencial e vivido do que essa ilusão criada por mim. A beleza que se manifesta em cada esquina, em cada rua. Uma aura de sofisticação e modernismo aleada à história e ao classicismo imperial que se reflete entre as pessoas e a fachada. Há uma luz que se manifesta em tudo e se reflete de forma sublime aos olhos de quem observa. Posso afirmar que esse tão esperado dia chegou em hora boa! Não só pela razão pela qual fui levado a Paris (concretizar a abertura da nova loja da Louis Vuitton em plena Place Vendôme), também não só pela belíssima experiencia de viver por duas semanas em pleno coração parisiense, mas por realizar tudo isto de mãos dadas com a pessoa que amo. Este post não só celebra e documenta essa memoria feliz da minha primeira vez em Paris, como também será um eterno arquivo de memorias vividas na cidade Luz. A verdade é que mal posso esperar para consumir de novo a sua luz e voltar a partilhar parte da minha com ela.

Seguir:
Oli de Oliveira

Find me on: Web | Twitter

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *